Encontro Regional de estudantes de Dança EaD é realizado na UFBA

 

A Superintendência de Educação a Distância (SEAD) da UFBA promoveu entre os dias 7, 8 e 9 de setembro o I Encontro Regional do Curso de Licenciatura em Dança EaD. O encontro aconteceu na Escola da Dança da Universidade, onde os estudantes puderam participar de atividades em grupo, e encerrou o primeiro ano de atividades do Curso. Essa primeira oferta do curso abrange os polos de Lauro de Freitas, Juazeiro e Vitória da Conquista.

O evento contou com a presença da Superintendente de Educação a Distância da UFBA, Márcia Rangel, a Diretora da Escola de Dança, Profª. Dulce Aquino, o Coordenador Geral do Curso de Licenciatura em Dança EaD, Prof. Antrifo Sanchez e palestra com a Vice-presidente da Sociedade Brasileira de Tecnologia Educacional, Profª. Mary Sue Carvalho Pereira (RJ).

Inédito, o encontro regional dentro do curso a distância ajuda a estabelecer interações face a face com os alunos dos diversos polos. O encontro teve por objetivo não só o acompanhamento dos discentes através de avaliações, mas também articular atividades lúdicas e favorecer o trabalho em equipe. Alexandre Santos, aluno do polo de Juazeiro, classifica como “fantástica” a chance de conhecer pessoalmente seus colegas de formação e tutores.

Elisângela Santana, cursista do polo de Lauro de Freitas e psicóloga de formação, busca incorporar as técnicas de Dança à psicologia, como uma forma de terapia aos pacientes. Para ela, o curso de Dança na modalidade a distância já é, por si só, um desafio. “O encontro presencial acaba nos proporcionando esse contato, que é necessário para Dança. Preenche essa sensação de que estamos afastados”, diz.

Para Denise Guimarães, estudante do polo de Juazeiro, a experiência da EaD tem superado suas expectativas. Mãe há pouco tempo, a dançarina partilha a satisfação em conseguir dividir bem os seus horários entre estudos e família. “Não teria como me deslocar todos os dias para fazer um curso presencial. Em casa, tenho a comodidade de fazer o ensino superior no curso que escolhi”, conta.

Ainda, segundo a tutora Poliana Bicalho, do polo de Vitória da Conquista, a Licenciatura em Dança EaD veio como um estímulo para a produção de Dança e fortalecimento do campo artístico fora do eixo da capital baiana, o que ressalta o teor democrático do ensino a distância. “As oportunidades de formação superior em artes no interior do estado são muito pequenas. A abertura de novas turmas já é um retorno positivo de que há demanda. Muito trabalho pela frente”, afirma.

Imagem: