Alagoinhas

A cidade de Alagoinhas teve seu primeiro povoamento nos fins do século XVIII, quando um padre português fundou uma capela no território e, daí, começou a prosperar uma vila. Em virtude da chegada de imigrantes e da passagem da estrada de Boiadas, acesso para o norte e para o sertão, foi nomeado por Ruy Barbosa de “Pórtico de Ouro do Sertão Baiano”. Recebeu diversas denominações como Freguesia da Água Fria, Freguesia de Santo Antônio das Lagoinhas e posteriormente Villa de Santo Antônio d’Alagoinhas, então desmembrada da Vila de Inhambupe, quando se tornou um município baiano, independente.
 
Em torno da Igreja de Santo Antônio foram construídas casas, formando uma povoação. Elevada à categoria de Vila pela Resolução Provincial 442 de 16/06/1852, sendo assim criado o município de Santo Antônio de Alagoinhas. A instalação oficial deu-se em 02/06/1853.
 
Segundo registros do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o distrito de Alagoinhas foi criado no dia 15 de outubro de 1816, pertencendo a Inhambupe até 16 de junho de 1852, quando se tornou sede Municipal. A emancipação política de Alagoinhas foi oficializada no dia 2 de julho de 1853, com a posse da primeira Câmara Municipal e do presidente do Conselho, o Coronel José Joaquim Leal.
 
O nome Alagoinhas originou-se dos rios (Sauípe, Catu, Subaúma, Quiricó), lagoas e córregos existentes na região. Uma das maiores riquezas é a excelência da qualidade da água, que faz parte do aquífero que vai de Dias D’Ávila até Tucano.
 
Área: 718.089 km²
 
População: 155.362 (Prefeitura, 2016)
 
Distância da capital: 
108.00km
Contatos, Mapas, Imagens: 

Endereço: Rua Luís Viana, s/n, Centro - 48005-420

Coordenação: Ivana Carla Oliveira Sacramento

 

Tel, E-mail, Site e Facebook: 

E-mail: polouabalagoinhas@gmail.com

Telefone: (75) 3163-1060